TV JCN: 12ª CAMINHADA DOS PEREGRINOS DE NOSSA SENHORA DOS REMÉDIOS 2016

25 de janeiro de 2016

A GUERRA CONTRA A DENGUE NÃO DEVE PARAR

 O Brasileiro é interessante; quando as coisas ficam ruins é que ele se aperreia. No geral os surtos de dengue acorre todo inicio de ano e quando o pior passa todos acham que acabou. Este é o pior erro que podemos cometer, pois o mosquito não dorme o resto do ano. Em todos os meses, semanas, dias horas e minutos os mosquitos então se reproduzindo. Ou seja, é uma guerra constante, uma guerra interminável. O ruim é que muitos só cai em si quando um de seus entes queridos morre vítima da Dengue.
A dengue é um problema de todos, das autoridades de saúde e da população em geral, porém, a responsabilidade maior é da população, que deve manter os quintais limpos, caixas d'águas tampadas, acondicionar o lixo em sacos plásticos fechados, manter limpas as calhas e principalmente, não jogar lixo em terrenos baldios.
Precisamos declarar guerra contra a dengue, com ações voltadas para combater o mosquito que transmite o vírus, o Aedes Aegypti. Temos que  reforçar e tentar conter o avanço da dengue de forma constante, intensificação ações  nas residências retirando tudo aquilo que possa se tornar um criatório para o mosquito.
De acordo com os agentes de endemias do município, o papel da população da cidade e zona rural também é muito importante para que a guerra contra a dengue seja vencida. O papel mais importante é o do dono da casa, de tratar suas águas, cobrir os depósitos e evitar o acúmulo de água.

Sobre a dengue – A dengue é uma doença infecciosa febril aguda causada por um vírus da família Flaviridae e é transmitida, no Brasil, através do mosquito Aedes aegypti, também infectado pelo vírus. Atualmente, a dengue é considerada um dos principais problemas de saúde pública de todo o mundo. Em todo o mundo, existem quatro tipos de dengue, já que o vírus causador da doença possui quatro sorotipos: DEN-1, DEN-2, DEN-3 e DEN-4.

Alertamos a população que continue contribuindo com a redução dos casos da doença. Faça a sua parte, pois o mosquito sempre faz a dele!








Nenhum comentário: