TV JCN: 12ª CAMINHADA DOS PEREGRINOS DE NOSSA SENHORA DOS REMÉDIOS 2016

17 de março de 2016

O PSOL NATAL VEM A PÚBLICO PARA EXTERNAR SEU POSICIONAMENTO QUANTO ÀS INVESTIGAÇÕES DA LAVA JATO POR MEIO DE UMA NOTA DE APOIO A PUNIÇÃO DOS CULPADOS

O início da 24ª fase da operação lava jato acelerou o o processo de crise política que vive o Brasil. A operação que agora tem em seu centro o ex-presidente Lula segue revelando as relações espúrias entre os grandes partidos políticos da ordem e as grandes corporações e empreiteiras do País. Nesse sentido, as investigações seguem revelando o jogo de interesses econômicos que vem gerindo o Estado brasileiro.

A população sente na pele a opção política do governo federal em governar para seus principais aliados, bancos e empreiteiras. O desemprego cresce, chega a 8,5% e especula-se que atinja 10% até o final do ano, a inflação, medida pelo IPCA alcançou a marca de 10,67% em 2015 e o PIB do país segue em queda vertiginosa. A resposta a crise econômica do governo da coalizão PT – PMDB segue a mesma cartilha outrora utilizada pelo PSDB e outros partidos da direita tradicional brasileira: retirada de direitos dos trabalhadores, como a restrição ao acesso ao seguro desemprego e ampliação do tempo de trabalho para a aposentadoria, e a privatização de importantes setores estratégicos da economia brasileira, como os aeroportos e as bacias do Pré-sal.

Há uma insatisfação generalizada por parte da população com o regime político brasileiro. Os políticos tradicionais da velha direita e do petismo tentam transformar a crise política em uma guerra de versões. O rechaço a Aécio Neves nos atos em que ajudou a convocar no último domingo, 13 de março, revelam um sentimento de insatisfação geral com o regime político. Mesmo com a seletividade nas investigações não é possível mais esconder o envolvimento de todos os grandes partidos no sistema corrupto de favorecimento que gere o País, tanto no governo, quanto na oposição de direita.

Nesse sentido o PSOL reafirma sua intransigente postura de oposição de esquerda ao governo federal. É necessário que se investiguem todos. No Rio Grande do Norte, o escândalo dos funcionários fantasmas da assembleia legislativa é só a ponta do iceberg do sistema podre em que se encontra a política do estado e a gestão dos recursos públicos. Se por um lado sobram fantasmas, por outro faltam investimentos em segurança, saúde e educação em nosso Estado.

O PSOL segue apostando na construção de uma alternativa política para o País. É necessária e urgente a construção de um terceiro campo político junto a população e movimentos sociais. Em Natal-RN apresentamos a pré candidatura do Professor Robério Paulino, não apenas como o pré candidato do PSOL, mas como uma alternativa de todos que se indignam com a situação com que vivemos. Por isso convidamos a todas e todos a construir “Acidade que queremos” e fazer com que os nossos sonhos e nossas lutas sejam expressados num programa coletivo para nossa cidade. Não podemos deixar esta tarefa para as elites e as oligarquias que nos exploram a tempos. 

Nenhum comentário: