TV JCN: 12ª CAMINHADA DOS PEREGRINOS DE NOSSA SENHORA DOS REMÉDIOS 2016

3 de agosto de 2016

ASSEMBLEIA HOMENAGEIA 20 ANOS DA SOCIEDADE DOS CEGOS NO RN


A Sociedade dos Cegos do Rio Grande do Norte (Socern) foi homenageada nesta quarta-feira (3) na Assembleia Legislativa pelos 20 anos de atuação no Estado. A proposição foi do deputado Gustavo Fernandes (PMDB). Segundo a Organização Mundial da Saúde, mais de 4 bilhões de pessoas em todo o mundo possuem algum problema de visão. Destas, 2,5 bilhões não têm acesso à correção visual. No Brasil, de acordo com o Censo de 2010 realizado pelo IBGE, mais de 35 milhões de pessoas possuem algum tipo de deficiência visual.

“É uma grande satisfação para mim hoje prestar esta homenagem a uma entidade que completa duas décadas dedicadas ao trabalho humano e nobre da inclusão social. A SOCERN representa hoje não apenas uma associação, instituição ou entidade. É uma verdadeira família”, disse Gustavo Fernandes.

O parlamentar ressaltou que essas pessoas passam por desvantagens em diversos aspectos, entre eles a remuneração. Dentre os brasileiros com deficiência visual e que possuem alguma ocupação, 46% ganham menos de um salário mínimo. Já na população que possui visão considerada normal o número cai para 38%, resultando 8 pontos percentuais de diferença.

Gustavo Fernandes ainda parabenizou o fundador da Sociedade, Ronaldo Tavares e todos que fazem parte da SOCERN pela estrutura criada, que tem na sede da instituição uma ampla biblioteca com aproximadamente 600 títulos em braile e áudio, além de oferecer atendimento médico-odontológico por meio de parceria com o Centro Clínico da Polícia Militar.

Em seu discurso, Ronaldo Tavares fez um apelo à sociedade pública e civil por políticas públicas mais incisivas e maior acesso dos deficientes visuais a tratamentos, equipamentos e infraestrutura adequada. “Todos são testemunhas da nossa luta pela inclusão social e resgate da cidadania, muitas vezes somos ignorados de forma que nossos direitos são esquecidos”, disse Ronaldo.

Nenhum comentário: