TV JCN: 12ª CAMINHADA DOS PEREGRINOS DE NOSSA SENHORA DOS REMÉDIOS 2016

4 de agosto de 2016

“REFORÇO NA SEGURANÇA PÚBLICA DO RN É GARANTIDA COM CHEGADA DAS FORÇAS ARMADAS”, DESTACA PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA

TESTE

O reforço na Segurança Pública no Rio Grande do Norte foi oficialmente apresentado nesta quinta-feira (4) com a chegada do ministro da Defesa do Brasil, Raul Jungmann, que foi recepcionado em Natal por uma comitiva liderada pelo governador Robinson Faria (PSD) e o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB). O ministro desembarcou na Base Aérea de Parnamirim acompanhado pelo ministro chefe do Gabinete de Segurança Institucional, Sérgio Etchegoyen. De lá, a comitiva seguiu para o 16° Batalhão de Engenharia Motorizado, onde se reuniu para definir a logística de atuação das tropas das Forças Armadas no Estado.

“A instalação das Forças Armadas no nosso Estado vai garantir mais ações de combate ao crime e aos atos violentos, protegendo a nossa população e reformulando ações junto com as Polícias Militar e Civil do Estado, além do apoio da Polícia Rodoviária Federal, Polícia Federal e instituições de segurança do RN”, destaca o presidente da Assembleia, Ezequiel Ferreira de Souza.

Durante a solenidade de instalação oficial das Forças Armadas, o ministro explicou que as tropas presentes na cidade contam com um efetivo de aproximadamente 1.200 homens, que irão atuar no patrulhamento ostensivo das principais vias de acesso da capital durante um período de quinze dias. “Viemos ao RN para alinharmos as ações conjuntas da União e do Estado para combate à criminalidade. É uma atribuição constitucional da Federação garantir a lei e a ordem. A criminalidade não vencerá. Vamos restabelecer a tranquilidade e devolver a paz à população”, declarou Jungmann.

O ministro disse ainda que a presença das tropas das Forças Armadas em Natal garante condições também para que os agentes policiais do RN consigam reforçar a segurança no interior do Estado e atender as demandas que possam surgir. “Ao colocarmos 1.200 homens aqui, liberamos a força policial local para que possam suprir as ocorrências no interior”, concluiu.

Nenhum comentário: