TV JCN: 12ª CAMINHADA DOS PEREGRINOS DE NOSSA SENHORA DOS REMÉDIOS 2016

6 de maio de 2011

SER PROFESSOR: A TRISTE REALIDADE DESSA BELÍSSIMA PROFISSÃO

Arquivo do troféu jcn 2008

A profissão de educador, ou professor, como é mais conhecida, é uma das melhores e mais importantes profissões que existem no mercado de trabalho. Porém, nessa belíssima profissão existem contratempos que desmotivam o profissional, onde essa desmotivação acaba se refletindo nas outras profissões.

É o professor, o responsável pelo futuro do país, pois é ele o principal responsável de transformar as crianças e adolescentes em cidadãos de bem e de profissionais nas diversas áreas do mercado de trabalho.

O professor, representa a figura do pai e da mãe dentro da sala de aula. É ele quem ensina as crianças, adolescentes, adultos e as vezes até idosos, como deve-se comportar diante das mazelas da vida. É o professor o principal elo de ligação entre o presente e o futuro, mostrando quais são os direitos e deveres do cidadão, o que deve ser feito e o que não deve ser feito.

Apesar de todos esses pontos favoráveis à profissão do educador, são os pontos negativos pelo qual os professores sofrem que levam à desmoralização do nível educacional do país.

Os professores sofrem agressões, moral e física, por parte dos pais e de alunos. Muitos dos governantes não oferecem as mínimas condições para que o professor possa desempenhar adequadamente sua profissão. Os baixos salários e as péssimas condições estruturais em que passam grande parte das escolas públicas, fazem com que a maioria desses profissionais se desmotivem e busquem em outras profissões, formas e motivações para sobreviverem e darem uma vida digna a seus familiares.

Não é só a rede pública que deixa a desejar para a classe do magistério. A rede privada de ensino também contribui para essa triste realidade. As vezes, os salários pagos na rede privada é até melhor do que na rede pública, porém, as cobranças e as exigências de mercado por parte de pais e alunos fazem com que a maioria dos professores sofram de algum tipo de doença, como àquelas relacionadas à voz ou com o estresse, dentre outros males.

Diante disso, se os governantes ou os proprietários de escolas privadas não contribuírem para a valorização do educador, correremos o risco de no futuro, não termos professores suficientes para educar os nossos filhos, ameaçando o futuro do nosso país.

Professor Marciano Dantas – Natal/RN

Um comentário:

chiquinho disse...

e para acabar de esculhambar a educação, o congresso nacional colocou o palhaço tiririca para ser um dos membros da comissão de educação e cultura daquela casa. durma-se com um barulho desses