TV JCN: 12ª CAMINHADA DOS PEREGRINOS DE NOSSA SENHORA DOS REMÉDIOS 2016

4 de agosto de 2014

A “JUSTIÇA” DE JARDIM DO SERIDÓ OFERECE PENA ALTERNATIVA PARA O “BARRA PESADA”

Respeitar é a única coisa que a “justiça” de Jardim do Seridó pode obrigar-nos, mas se for feita uma pesquisa, a justiça de Jardim do Seridó, sem sobra de dúvidas, seria uma das mais desacreditadas do País, haja vista as inúmeras injustiças por ela proferida.

Com sentenças que divergem diretamente com a realidade dos fatos, além de várias reformas em sentenças as quais o prefeito foi absolvido e depois condenado na segunda instância, assim como outras que condenou o ex-prefeito Dr. Edimar e que foram reformadas pelo TJ/RN favorecendo sua absolvição, a “justiça” de Jardim do Seridó é vista pela sociedade Jardinense como injusta.

Vítima da Injustiça, o representante do “Blog Barra Pesada”, Paulo Gomes, “Paulinho Filho”, (eu), foi condenado por ter divulgado uma denúncia de uma estudante Jardinense, que se sentia prejudicada pela falta de transporte para se deslocar para Caicó, mas, mesmo tendo duas estudantes testemunhado o fato, a MM Juíza achou por bem condená-lo.

Pois bem, essa sentença, conforme lei, pode ser transformada e paga em horas de prestação de serviços à comunidade, o que será cumprindo, pois essa é a única obrigação que temos para com a justiça Jardinense, cumprir e respeitar, mesmo que os únicos sentimentos merecidos sejam os de, revolta, vergonha, incredibilidade e da certeza da injustiça.

Em Jardim do Seridó, lutar pelos direitos do povo contra os poderosos é sinônimo de “crime”, de “ilegalidade”, enquanto que outros são condenados por desonestidades com o dinheiro público, como se tivesse apenas tirado o “doce de uma criança”.

Vale salientar que, em todos os processos que respondo por lutar pelo povo contra uma cambada de poderosos financiados com dinheiro sujo da contravenção e da lavagem de dinheiro, (crimes cometidos nas “barbas” das “autoridades”), eu sempre divulgo nesta página, pois meu respeito para com meus leitores é incondicional.

Por fim, ratifica minha descrença para com a “justiça” de Jardim do Seridó, e aproveito para reafirmar meu compromisso em continuar minha luta e meu trabalho, mesmo sabendo das perseguições aos quais sofro sem muito poder fazer, pois é a luta de “Davi” contra “Golias”.
Do Blog: Eu tenho plena convicção que não errei, mas, as coisas em Jardim do Seridó são esquisitas, estranhas e misteriosas!

Nenhum comentário: