TV JCN: 12ª CAMINHADA DOS PEREGRINOS DE NOSSA SENHORA DOS REMÉDIOS 2016

8 de outubro de 2014

HERMANO MORAIS DIZ QUE INSTITUTO SETA DISTORCEU OS NÚMEROS NO PRIMEIRO TURNO

hermano-moraisO deputado estadual reeleito Hermano Morais acusou o Instituto Seta de ter distorcido as pesquisas realizadas no primeiro turno da eleição para governador do Rio Grande do Norte. O Instituto Seta afirmou que o candidato do PSD, Robinson Faria, teria mais votos que Henrique Alves, do PMDB, no primeiro turno das eleições.
O eleitor precisa tomar cuidado com essas pesquisas que estão sendo divulgadas. Quem acompanha o processo eleitoral percebe que os números estavam distorcidos”, disse Hermano, para quem a diferença entre a última pesquisa do Instituto Seta e o resultados nas urnas na eleição no Rio Grande do Norte não passou despercebida para os eleitores. Segundo o deputado estadual reeleito, Hermano Morais (PMDB), quem acompanha o processo eleitoral percebe que houve distorções. Para o Instituto Seta, Robinson Faria venceria o primeiro turno das eleições com 33,1% dos votos, contra 31,3% do candidato do PMDB, Henrique Alves. Robério Paulino aparecia em terceiro com 2,6% dos votos. Como se sabe, o resultado foi completamente diverso. Henrique venceu o confronto direto com Robinson com cerca de 80 mil votos de vantagem. Robério Paulino teve 8,4% dos votos válidos.
Para Hermano Morais, que foi reeleito deputado estadual com mais de 60 mil votos, os institutos de pesquisa precisam ter consciência do seu papel. “É um desserviço à democracia, só atrapalha o processo eleitoral, a pesquisa sem o devido critério, equivocada. O processo democrático precisa de credibilidade, de confiança, e uma pesquisa como essa do Instituto Seta coloca essa confiança em xeque”, disse, em referência ao resultado divulgado pelo Instituto Seta. E complementou: “Essas pesquisas acabam confundindo o eleitor ao invés de conscientizar. São feitas com endereço certo para atingir o eleitor, principalmente os indecisos”.

Nenhum comentário: