TV JCN: 12ª CAMINHADA DOS PEREGRINOS DE NOSSA SENHORA DOS REMÉDIOS 2016

4 de agosto de 2016

SENADORES DENUNCIAM CENSURA NA COMISSÃO ESPECIAL DO IMPEACHMENT



Os parlamentares contrários ao impeachment da presidenta Dilma Rousseff por considerarem que ela não praticou crime de responsabilidade repudiaram, nesta quinta-feira (04), a censura por parte do presidente da Comissão Especial do Impeachment, Raimundo Lira, que retirou das notas taquigráficas expressões utilizadas pelos parlamentares para denunciar o golpe em curso no país. A discussão começou após encaminhamento de voto da senadora Fátima Bezerra, contrário ao relatório do senador Antonio Anastasia, por considera-lo uma fraude. 

Para a senadora, o regimento do senado Federal nunca pode ser maior que a constituição Federal. “O artigo 53 da carta magna do país determina que os deputados e senadores são invioláveis, civil e penalmente, por quaisquer de suas opiniões, palavras e votos. Portanto, eu tenho direito de dar minha opinião, de conteúdo político. Isto não pode ser retirado de notas taquigráfica nenhuma porque é documento que vai ficar para a história. Minha opinião não é pessoal em relação ao relator. Estou expressando uma opinião do ponto de vista político sobre o relatório produzido por ele e tenho direito que isso fique registrado nos anais da casa”, afirmou. 

Mesmo após as manifestações dos senadores, o presidente da Comissão manteve sua decisão de censurar os pronunciamentos dos parlamentares.

Nenhum comentário: